Ana Maria Galheigo

Jornalista e pedagoga católica, Cooperadora Paulina para o Evangelho, participa da Pastoral da Comunicação na Paróquia de Santo Afonso, na cidade do Rio de Janeiro 

Calendário

 Out   Novembro 17   Dez

DSTQQSS
   1  2  3  4
  5  6  7  8  91011
12131415161718
19202122232425
2627282930 
Julianna Walker Willis Technology

Busca

Acesso Restrito



 

 A vocação dos cristãos, em geral, é simples, basta imitar Jesus: amar como Jesus amou, pensar como Jesus pensou, viver como Jesus viveu, decidir como Jesus decidiu. Mas, existem aqueles que são chamados a seguir para “águas mais profundas”, trilhar um “caminho” específico escolhido por Ele, de acordo com os dons recebidos para realizar uma determinada vocação. Para sustentar a cada tipo de caminhada, tem-se uma espiritualidade. Em que consiste a espiritualidade paulina?

 

A família paulina é chamada a viver, integralmente, JESUS MESTRE, CAMINHO, VERDADE E VIDA, que segundo o Padre Alberione, é uma espiritualidade que serve para toda a Igreja.

 

 É uma espiritualidade integral e integradora, que se dirige a pessoa total, integrando: a mente, a vontade, as forças físicas e os sentimentos. É uma espiritualidade que nasce da Eucaristia e da Palavra. Por isso chamamos Jesus de Mestre, tal como era chamado no Evangelho. Jesus é Mestre do amor: “Vinde a mim todos que estais cansados de carregar o vosso fardo”- Mt 11,28; Jesus cura e acolhe. E no caminho do amor a Deus,  ao próximo e a nós mesmos que devemos segui-LO. Jesus é profeta e sacerdote. Jesus é o Bom Pastor.

 

Jesus deve ser para todos os cristãos o Mestre do Caminho – deve iluminar todos os projetos dos homens e da sociedade. “Ninguém vai ao Pai senão por mim”. (Jo, 14,6)  São Paulo vive tão intensamente “o caminho” que na carta aos Gálatas afirma: “Já não sou que vivo, mas é Cristo que vive em mim.”

 

Jesus é o Mestre da Verdade – “ quem é da verdade escuta a minha voz. Para isso eu nasci, para dar testemunho da verdade.” (Jo 18,37) “Conheceis a verdade e a verdade vos libertará”. (Jo, 8,32)

 

Jesus é o Mestre da Vida – “Eu vim para que todos tenham vida, e vida em abundância”.(Jo 10,10) Jesus é o Pão da Vida e foi isso que os primeiros cristãos fizeram. Criaram vida em comunidade onde repartiam o pão. Em Mt 16, 26, “o que adianta o homem ganhar tudo nesse mundo e depois vier perder a vida?” Temos, também, que viver a espiritualidade do cuidado com as coisas de Deus, do próximo e com a nossa própria vida.

 

A espiritualidade paulina é uma espiritualidade que compromete e integra a vida dos que a seguem, e deve se apoiar em quatro pontos principais  - carinhosamente chamado por Alberione das rodas do carro paulino: espiritualmente, piedade, oração e santidade; estudo; pobreza e apostolado.

 

Seguir a Jesus Mestre Caminho, Verdade e Vida, seguir Maria Mãe e Rainha dos Apóstolos e a São Paulo, exige, portanto, uma Vida na Eucaristia e na Palavra. A Hora Santa diante do Sacrário e a leitura orante da Bíblia são práticas fundamentais para quem segue a espiritualidade paulina.

 

   https://www.youtube.com/watch?v=luTiZ5xVCW4

- Saulo, Saulo, por que Me persegues?-Quem és Tu, Senhor?- Eu sou JESUS, a quem tu persegues.

 

E Paulo se torna um homem novo. «Já não sou eu que vivo, pois é Cristo que vive em mim.» (Gl 2,20). Foi Considerado “apóstolo” por que foi o maior anunciador de Cristo.  

Paulo não conheceu Jesus – nasceu entre o ano 5 e 10 da era cristã; seu nome era Saul, Saulo seu apelido. Ainda adolescente, assistiu a morte do diácono Estevão, primeiro mártir cristão. Como autêntico hebreu, recebeu a missão de perseguir os cristãos, prender os seus chefes e levá-los a Jerusalém.  Saindo de Damasco, teve o seu grande encontro com Cristo. Tornou-se o primeiro grande missionário. Morreu como mártir, em Roma.

Vejamos Paulo por ele mesmo:

Caridade


1.Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver caridade, sou como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine.

2. Mesmo que eu tivesse o dom da profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência; mesmo que tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade, não sou nada.

3. Ainda que distribuísse todos os meus bens em sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, se não tiver caridade, de nada valeria! 

4. A caridade é paciente, a caridade é bondosa. Não tem inveja. A caridade não é orgulhosa. Não é arrogante. 

5. Nem escandalosa. Não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não guarda rancor.

6. Não se alegra com a injustiça, mas se rejubila com a verdade.

7. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.  8. A caridade jamais acabará.

 

 

Diversidades de carismas

4. Há diversidade de dons, mas um só Espírito

5. Os ministérios são diversos, mas um só é o Senhor.

6. Há também diversas operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos.

7. A cada um é dada a manifestação do Espírito para proveito comum.

8. A um é dada pelo Espírito uma palavra de sabedoria; a outro, uma palavra de ciência, por esse mesmo Espírito;

9. a outro, a fé, pelo mesmo Espírito; a outro, a graça de curar as doenças, no mesmo Espírito;

10. a outro, o dom de milagres; a outro, a profecia; a outro, o discernimento dos espíritos; a outro, a variedade de línguas; a outro, por fim, a interpretação das línguas.

11. Mas um e o mesmo Espírito distribui todos estes dons,

repartindo a cada um como lhe apraz.

12. Porque, como o corpo é um todo tendo muitos membros, e todos os membros do corpo, embora muitos, formam um só corpo, assim também é Cristo.


Espirito de filiação Galatas 4 6

A prova de que sois  filhos de Deus é que Deus enviou aos vossos corações o Espírito to de seu Filho que clama:Aba, Pai!

O homem velho eo novo Efésios 4 22- 24

 

Vida nova em Cristo Colocesses 3 1

II Tessalonicenses 3 13